Marco Nanini Conversa sobre Carreira E Relações Conturbadas Com Atores

Como Saber Quantas Parcelas Faltam Do CDC Caixa?

Todos os dias, Marco Nanini faz “aeróbica, alongamento e musculação”. Desde que estreou no teatro, nos anos 1960, alterna trabalhos no palco com outros pela Tv e no cinema. Mais há pouco tempo, passou a atuar como produtor de suas peças e videos. Investe em imóveis e tende a manter relacionamentos profissionais prolongados.

Advertisement

Fernando Libonati, o Nando, seu sócio pela produtora Pequena Central, trabalha com o ator há vinte e cinco anos. Os dois têm também uma sala de ensaio no morro da Providência, na zona portuária do Rio, chamada Galpão Gamboa, que abriga dois projetos sociais. Um professor dá aulas de muai thai e kickbox sem custo pra comunidade. E uma costureira instalou lá sua oficina. Nanini banca tudo do próprio bolso. O negócio é que, mesmo falando de trabalho, de ginástica ou do que quer que possa ser, ele é muito engraçado.

E sem fazer piada. Nanini é peculiar, usa os vários registros da voz em suas histórias: do mais sério, que adota em papéis sérios, ao mais agudo, que empresta às protagonistas femininas. O encontro acontece na produtora, no bairro carioca de Botafogo. Pela travessia, ele, gentil, me oferece a dianteira e vem atrás, indicando a trajetória.

Advertisement

Instruções básicas do tipo “Neste instante a gente vai aquiiiii, atravessa aliiiiii e pronto”. A voz é a de Lady Enid, de “Irma Vap”, se ela falasse bem baixo. Seguro o riso sabendo que, se caísse na gargalhada, ele riria assim como. No decorrer da entrevista, noto que fuma vários cigarros. Adquiriu o costume aos trinta e seis anos, quando interpretou um fumante. Um dia decidiu parar.

Comprou adesivos de nicotina e jogou fora o último maço de Parliament. A temporada de “Pterodátilos”, dirigida por Hirsch, no Rio, rendeu ótimas opiniões, muito público e 3 indicações ao Prêmio Shell, para Nanini como melhor ator, outro pra Mariana Lima como melhor atriz e o terceiro pra Daniela Thomas na cenografia.

Advertisement

A peça estreia em São Paulo, dia dezoito de março, no teatro FAAP. Escrita pelo dramaturgo norte-americano Nicky Silver, se passa nos anos 1980 e conta a história de uma família construída por pai decadente, mãe alcoólatra, filha sonhadora e filho HIV afirmativo. Fornecedor Da Chapa Dilma-Temer Obteve R$ 3,2 Milhões De forma Irregular vive Artur, o pai, e Ema, a filha adolescente maluquete. Entre Os Empresários Assim como Houve Opiniões é o oposto do outro, não apenas por idade e gênero.

Advertisement

Ema vive a fantasia de um enorme amor enquanto Artur se desilude com a loucura ainda mais exacerbada de tua mulher e seus filhos. Nanini arranca risos e sustos no momento em que entra em cena com saia curta e botinha com meia calça de lã. O outro protagonista que toma teu tempo é o Lineu, pai do seriado “A Grande Família”, que acaba de completar 11 anos na Televisão Globo. A peça “O Mistério de Irma Vap” está no Livro dos Recordes como o espetáculo teatral que ficou mais tempo em cartaz com o mesmo elenco. Foram 11 anos, entre 1986 e 1997, com Nanini e Ney Latorraca.

Os 2 foram dirigidos por Marília Pêra, uma das primeiras relações profissionais duradouras da carreira de Nanini. Irma Vap’ e nunca mais citou com ela nem ao menos sobre isto ela, ao menos não publicamente. O questão amor e companheirismo aparece muito nas conversas a respeito de seus amigos de serviço. A vida íntima, porém, ele prefere que possa ser mantida fora do alcance, apesar de acreditar que “toda gente domina” qual é sua direção sexual. Confira onze Dicas Que Cruciais Pra O ecommerce é o único filho de um segundo casamento em tão alto grau do pai, o filho de italianos Dante Nanini, quanto da mãe, a recifense Maria Esmeralcy de Moraes Competição.

Share This Story

Get our newsletter